Fazer cinema requer muito mais do que o aprendizado de suas densas e numerosas técnicas. É preciso entender, também, os motivos que fazem o cinema atual ser como é, compreender as fases pelo qual passou e conhecer as mais diversas influências e contribuições que recebeu de diferentes partes do mundo.

basterisco-preto

A denominação de ‘sétima arte’ existe porque o cinema é alimentado pela fotografia, baseado na literatura, influenciado pela pintura e demais contextos artísticos — na sua história e estética. Por isso, a história, a estética e a política são representadas de maneira importante, por meio do cinema e sua evolução técnica e tecnológica.

basterisco-preto

Alexandra Riquelme

Estudantes do curso de Tecnologia em Produção Multimídia fizeram uma viagem no tempo para compreender melhor as influências estéticas, políticas e da tecnologia que construíram o audiovisual. Tal atividade teve como resultado a criação de cartazes, os quais apresentam as principais características dos movimentos e estilos do cinema.

Os estudantes conheceram a evolução das técnicas e dos equipamentos: 

  • do cinema mudo ao cinema sonoro;
  • do preto e branco à cor;
  • do filme ao digital.

Além disso, aprenderam sobre os tipos de roteiros de cinema como:

  •  Não narrativo: atrai a atenção do observador pela surpresa, como no circo. Não é uma história contada;
  • Filmes de gênero: uma história contada dentro de um segmento do cinema. Ex. animação, ficção científica, fantasia, documentário,...
basteriscob

A pesquisa foi de grande relevância, pois o estudo serviu tanto para selecionar as informações importantes que deveriam estar no cartaz, como para a seleção das palavras-chave que representassem o tema. Pensar o cartaz e as imagens foi o grande desafio para representar de maneira objetiva e com combinações visuais que remetessem à estética dos movimentos em estudo.

Lucas Delpino

basteriscob

As temáticas estudadas facilitam o entendimento da constituição do cinema e, através dos cartazes, podemos observar títulos de filmes importantes, nomes de diretores que marcaram a história, as características técnicas e estéticas dos movimentos mais representativos para o cinema.

O EXPRESSIONISMO ALEMÃO

cenografia, caracterização e efeitos

Trouxe para o cinema uma estética marcante e exagerada. Apresentava como características, nos filmes, o drama das sombras, dos elementos de tristeza e mistérios – às vezes ligados à bruxaria. Os efeitos de edição e o uso de cenários são as marcas deste movimento.

CONSTRUTIVISMO RUSSO: 

realidade, protesto e liberdade

Representou a realidade das transformações sociais caracterizadas pela Revolução Russa. A liberdade criativa nas produções foi retratada pela narrativa de protesto e do mostrar a vida real, foi uma semente para o formato documentário.

NEORREALISMO ITALIANO:

cinema local e documental

Este movimento abordava a moral e a ética, com foco em libertar o cinema italiano dos moldes americanos. Apresentou a raiz do formato documental, sem preocupações com técnicas inovadoras.

SURREALISMO:

sonhos e efeitos visuais

A narrativa do cinema foi influenciada pela psicanálise. Procurava mostrar o inconsciente e os sonhos para destacar os efeitos visuais. Foi marcado pela intensidade do humor negro e da ironia, para confundir e provocar os espectadores.

NOUVELLE VAGUE:

diretor como autor

Foi conhecido como o “cinema de autores”, sem compromisso com contar histórias nos filmes, representado pelos cortes rápidos e pela produção de fazer tudo ao redor ser parte do filme, criando uma sensação de quebra da tela (quarta parede). Com isso, o espectador sentia que estava dentro do filme com os personagens, interagindo com a lente da câmera, que é o espectador.

CINEMA NOVO

atitude experimental

Influenciado pelo Nouvelle Vague, o lema deste movimento era: “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”, caracterizando a prática experimental disseminada na Europa e América Latina.

Os trabalhos foram orientados pela prof.ª Alexandra Riquelme.

rodape