Uma empresa Jr. é uma instituição que, como qualquer outra, presta serviços para a comunidade, entretanto não tem fins lucrativos, tem fins educacionais.

O trabalho desenvolvido na empresa Jr. integra ensino, pesquisa e extensão.  Ademais, é uma experiência profissional real, o que é muito importante para a formação dos estudantes. Eles administram, tratam com os clientes, aprendem a trabalhar em equipe e precisam buscar soluções inovadoras para os novos problemas que se apresentam no dia a dia.

As Universidades, Faculdades e Institutos Federais oferecem trabalhos especializados, que são desenvolvidos por estudantes, com orientação de professores da área, para atender demandas da região onde estão inseridos. Na área de design em Florianópolis temos, por exemplo:

 

A UIPI, na UFSC que oferece serviços de design gráfico, design de produto e design de interação.

 

Jr1

 

A UDESC tem a Inventório, Empresa Júnior de Design e Moda.

 

Jr2

 

O IFSC, câmpus Florianópolis, tem a A3, empresa de design de produtos.

 

Jr3

Agora, o câmpus Palhoça bilíngue abre as portas da iDEV, uma empresa de tecnologia com foco na acessibilidade.

Carlos Eduardo, um dos criadores da iDEV, conta que a ideia surgiu no final do ano de 2018, na ocasião em que o grupo foi apresentado à FEJESC (Federação de Empresas Juniores de Santa Catarina).

LOGOTIPO TPM
basterisco-preto

Eu, Flavia, Júlio e Gustavo conversamos e resolvemos criar uma empresa Jr. aqui no IFSC. Porém, nós estávamos indo para o último semestre do curso e não poderíamos dar continuidade ao trabalho.  Em conversa com o professor Bruno, o mesmo nos orientou a reunir um grupo de alunos e guiá-los nesta empreitada.

basterisco-preto

Carlos Eduardo Rocha de Carvalho

No IFSC, as empresas juniores são formadas como empresas reais, com diretoria executiva, conselho fiscal, estatuto e regimento próprios e têm gestão autônoma. O objetivo dessas empresas é potencializar a criação de empregos e negócios, estimulando a pró-atividade, a capacitação e uma formação qualificada dos estudantes.

CONFORME O REGULAMENTO DO IFSC, SÃO OBJETIVOS DA EMPRESA JÚNIOR:

I - Incentivar e estimular a capacidade empreendedora dos alunos, proporcionando-lhes:

a) experiência profissional e empresarial, ainda em ambiente acadêmico;

b) as condições necessárias para a aplicação prática dos conhecimentos teóricos;

b) as condições necessárias para a aplicação prática dos conhecimentos teóricos;

II - Contribuir para a formação de profissionais mais qualificados para o mercado de trabalho;

III - Contribuir com a sociedade por meio da prestação de serviços de qualidade ao setor produtivo;

IV - Intensificar o relacionamento do IF-SC com a comunidade;

V - Contribuir para o desenvolvimento econômico e social da comunidade.

(Deliberação CEPE/IFSC Nº 019, de 12 de abril de 2010)

O grupo nos contou que os desafios para se criar e manter uma empresa são inúmeros. Consideram que o mais difícil é a parte burocrática e a grande quantidade de documentos necessários para dar início ao processo, mas também avaliam que a aprendizagem vale muito a pena.

basteriscob

Recomendo aos colegas que participem da empresa Jr., que busquem informações, que não deixem para o último semestre. A chance de trabalhar em uma empresa Jr. abre, com certeza, muitas portas no mercado de trabalho. Demanda tempo? Sim. É estressante? Sim. Dá lucro? Não. Mas dá o principal: vivência em ambiente profissional.

basteriscob

Carlos Eduardo Rocha de Carvalho

A Marca IDEV

Outro grupo de estudantes do curso de Tecnologia em Produção Multimídia foi desafiado a criar a marca da Empresa Jr. O trabalho envolveu a criação do nome e o desenvolvimento do projeto de identidade visual. A equipe selecionada era composta por três estudantes surdos e a proposta do símbolo gráfico é uma referência à língua de sinais.

TIPO4

O símbolo representa uma configuração de mãos que se refere à letra “i” e é usada nos sinais de importante, informação, internet e IFSC. Todavia, essa configuração de mãos não é usada apenas para palavras que iniciam com a letra “i”, é também a configuração usada para palavras como juros, janeiro, magro, por exemplo. É importante não fazer essa confusão, não é o alfabeto do português ou o som que determina a formação dos sinais em Libras.

Mas, neste caso, a relação foi muito pertinente, pois o nome iDEV utiliza o “i” escrito em caixa baixa (minúsculas), sendo uma indicação de materiais para internet, acompanhado do desenho da configuração de mãos em Libras, ou seja, uma relação muito interessante para indicar a produção de tecnologias e materiais bilíngues para a internet, o que constitui o foco dos produtos desenvolvidos pela empresa Jr. do câmpus Palhoça bilíngue.

TIPO3

Também foram planejadas algumas aplicações da marca e desenvolvido o manual de identidade visual.

TIPO2

Participaram da criação da iDEV os professores: Bruno Panerai Velloso e Saionara Figueiredo Santos; os estudantes: Júlio Cesar Antunes Demétrio, Carlos Eduardo Rocha de Carvalho, Flavia Anderson e Gustavo Rodrigues Paes.

O projeto de identidade visual foi desenvolvido pelos estudantes Darley Goulart, Leila Sena e Suzana Alcantara.

rodape